Tecnopolítica #40: Sem transparência não se combate a pandemia

Neste episódio #40, Sérgio Amadeu conversa com Fernanda Campagnucci, diretora executiva do Open Knowledge Brazil, sobre a transparência dos governos na pandemia de Covid-19.nNo bate-papo, Fernanda apresenta os dados do projeto Índice de Transparência da Covid-19, realizado pela Open Knowledge Brasil, para avaliar a qualidade dos dados e informações relativos à pandemia e como esses dados têm sido divulgados pela União e pelos estados brasileiros em seus portais oficiais.nA partir das análises apresentadas, Sérgio e Fernanda percorrem a relação entre transparência e privacidade e a necessidade dos governos garantirem informações abertas e de qualidade para efetivamente ser possível enfrentar a pandemia.

Tecnopolítica #39: As transformações do digital e a política das coisas

No episódio #39, Sérgio Amadeu conversa com o professor titular do Departamento de Comunicação e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporânea da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia, André Lemos. O bate-papo resgata a trajetória do virtual até o neorrealismo, passando pelas profundas transformações da sociedade para uma intensa dataficação e para a conformação de arranjos autoritários que precisam ser enfrentados. É preciso politizar as tecnologias e nelas aplicar uma reconfiguração tecnopolítica.

Tecnopolítica #38: Afinal, o que é tecnopolítica?

No episódio #38, Sérgio Amadeu conversa com ao ativista, pesquisador do Pimentalab – Laboratório de Tecnologia, Política e Conhecimento e professor da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Henrique Parra, sobre o conceito de tecnopolítica e as possibilidades das práticas colaborativas abrirem espaços para a reconfiguração das tecnologias para além do capital.

Tecnopolítica #37: Tecnologias e biopolítica

Biopolítica é um termo muito caro no universo de Michael Foucault. O filósofo trata de disseminar o termo como sendo fundamental para analisar como governos europeus, em especial, no século XVIII, passaram a descobrir a população como elemento fundamental para fortalecer suas razões de Estados, trazendo mecanismos políticos de regulamentação dos processos da vida.nnNeste episódio, Sérgio Amadeu percorre como a biopolítica criou a gestão da saúde e como essa noção vem da observação de um cenário de racionalidade política que se dá com a emergência do liberalismo. Ele também observa como o termo pode ser analisado no atual contexto da pandemia de Covid-19 no Brasil.

Tecnopolítica #36: Existem alternativas às plataformas?

No episódio #36, Sérgio Amadeu conversa com o professor de engenharia de software da Universidade de Brasília (UnB) e pesquisador do Laboratório Avançado de Produção, Pesquisa e Inovação em Software – LAPPIS, Diego Dorgam, sobre a existência e a possibilidade da utilização de tecnologias alternativas às oferecidas pelas grandes plataformas, que se baseiam na coleta e venda dos dados oriundos dos rastros que nossas ações deixam nas redes. A conversa percorreu as possibilidades apresentadas por software livre e pelas infraestruturas federadas e mantidas colaborativamente.

Tecnopolítica #35: Os aplicativos de rastreamento de contatos diante da Covid-19

A pandemia de Covid-19 trouxe novas práticas de vigilância. Estados e governos em todo o mundo têm procurado cada vez mais capitalizar o volume, a variedade e a velocidade que a era do Big Data pode oferecer para o momento. Uma das formas mais adotadas tem sido o monitoramento dos cidadãos via dados gerados pelos telefones celulares – como históricos de localização e/ou registros de proximidade com outros dispositivos. Neste episódio, Sérgio Amadeu conversa com Veridiana Alimonti, da Electronic Frontier Foundation (EFF), sobre as implicações desses acessos à privacidade dos cidadãos e os riscos pós-pandemia com essa coleta massiva de dados sensíveis.

Tecnopolítica #34: Makers contra a pandemia

Neste episódio, Sérgio Amadeu conversa com Asa, hacker independente e um dos articuladores da rede Makers contra o covid-19.nnEm meio a pandemia, makers entraram com força no apoio aos profissionais de saúde, produzindo máscaras, viseiras, válvulas, hastes, entre outros insumos.nnPara saber mais e também ajudar uma das principais redes makers de apoio a Saúde na Covid-19, acesse: https://makerscontracovid.net.br/

Tecnopolítica #33: Tecnologias de Vigilância e a Pandemia

Em meio a pandemia de Covid-19, cresce a escalada da utilização de tecnologias de vigilância, seja com o ensino à distância, com o home office (trabalho em casa) ou com o governo recebendo dados de geolocalização dos cidadãos pelas empresas de telecomunicações. O que este cenário nos reserva pós-pandemia? Buscando analisar essas questões, Sérgio Amadeu conversa com o pesquisador e professor da Unicamp, Rafael Evangelista, sobre três cenários possíveis: o primeiro consiste na perspectiva de que o mundo voltará normalmente ao que era antes, como tem dito figuras como Paulo Guedes. O segundo apresenta a abordagem daqueles que avaliam que as sociedades terão que enfrentar os avanços do autoritarismo implementados durante o combate da pandemia. E o terceiro é o que Evangelista chama de avanço do aceleracionismo, doutrina dos líderes do Vale do Silício, que diz que os avanços das tecnologias nos levarão a um mundo melhor, mais capitalista e mais livre.

Tecnopolítica #32: Educação vigiada

No episódio #32, Sérgio Amadeu conversa com Leo Cruz e Filipe Saraiva sobre a problemática do avanço do uso de plataformas privadas de grandes empresas como Google, Apple, Facebook, Amazon e Microsoft na educação brasileira e sobre como a monetização dessas corporações está baseada no chamado Capitalismo de Vigilância. Termo utilizado pela pesquisadora Shoshana Zuboff (Harvard Business School) para designar uma forma de reprodução do Capital baseada na extração de dados pessoais via tecnologias digitais para prever o comportamento das pessoas e com isso ofertar produtos e serviços.nnConheça o projeto Educação Vigiada: https://educacaovigiada.org.br/

Tecnopolítica #31: internet é essencial diante da pandemia. Mas ela atende aos mais pobres?

No episódio 31, Sérgio Amadeu conversa com a jornalista, ativista e membro do Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social, Marina Pita, sobre a realidade brasileira em relação aos acessos à internet no País e a importância da Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) publicar uma liminar proibindo a suspensão de serviços de conexão à Internet móvel ou fixa por 90 dias, incluindo o bloqueio da navegação em caso de atingido o limite da franquia. É fundamental que neste período toda a população tenha acesso à Internet, seja para se comunicar e/ou para estudar, visto que diversas atividades escolares também estão contando com a tecnologia para ampliar as possibilidades do acesso ao estudo.