Tecnopolítica #155 – Social bots colocam em risco as democracias?

Nesse episódio do Tecnopolítica, Sergio Amadeu trata dos bots nas redes de relacionamento social online. Quais efeitos perigosos os bots trazem para as democracias. No episódio, é apresentado um detector de rotinas automatizadas no Twitter. Também é exposto como anda o mercado brasileiro de social bots utilizados por empresas comerciais e prestadoras de serviços. Episódio esclarecedor!

Tecnopolítica #154 – Você sabe o que são bens reversíveis? O país pode perder bilhões

Nesse episódio, Sergio Amadeu conversou com Flávia Lefèvre, advogada especializada em Telecom e integrante da Coalizão Direitos na Rede, sobre os bens reversíveis e o quanto o país está perdendo por não controlá-los adequadamente.Flávia descreveu o processo de privatização da Telecom e a entrega de bens públicos para o uso pelas concessionárias. Os ativos chamados de bens reversíveis (imóveis, equipamentos, dutos e redes) – que foram estimados pelo Tribunal de Contas da União (TCU) em R$ 121,6 bilhões – não foram devidamente monitorados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A Anatel estima em R$ 22,6 bilhões o saldo dos bens que as teles devem à União. Já as teles afirmam que o Estado deve indenizá-las em 26 bilhões pelos “prejuízos da telefonia fixa” (sic).

Tecnopolítica #153 – As Redes Comunitárias

Neste episódio do Tecnopolítica sobre as redes comunitárias, Sergio Amadeu conversou com Vanilda Aparecida de Souza Santos, agricultora de Perobas – RAMA e líder comunitária (guardiã da rede comunitário do quilombo RIbeirão Grande/ Terra Seca) e com Bruna Zanolli, co-coordenadora de Inovação, Tecnologia e Sustentabilidade pela Rhizomatica, projeto Locnet, integrante da FIRN (Feminist Internet Research Network), do programa de mulheres da APC.A conversa tratou da importância das redes comunitárias de acesso à internet, das dificuldades de implementação e dos grandes ganhos para as comunidades que conseguem obter o acesso. O episódio deixa claro as profundas assimetrias e desigualdades no acesso às redes digitais.

Tecnopolítica #152: Quantos dólares os Data Centers do Facebook geraram nos EUA?

Nesse episódio do Tecnopolítica, Sergio Amadeu apresenta dois relatórios que mostram quantos dólares e quantos empregos os data centers do Facebook geraram para a economia norteamericana. O objetivo do episódio é mostrar que a concentração da hospedagem de dados em estruturas digitais dos países ricos geram riqueza lá e deixam de criar valor local e nacionalmente. Sergio Amadeu também apresenta uma passagem da Estratégia Brasileira de Transformação Digital que apesar de constatar a defasagem no número de data centers em nosso país, não propõem nenhuma solução concreta para enfrentar esse problema.

Tecnopolítica #151 – O rádio de ondas curtas pode carregar dados e apoiar comunidades na Amazônia?

Nesse episódio do Tecnopolítica, Sergio Amadeu conversou com Rafael Diniz, doutor em Ciência da Computação e criador do Projeto Hermes, sobre o rádio digital e sobre as ondas curtas. Rafael Diniz, que trabalha para a ONG Rhizomática, explicou como utilizar o espectro das ondas curtas para a transmissão e recepção de dados. O projeto Hermes (High-frequency Emergency and Rural Multimedia Exchange System) utiliza interface visual simplificada para chat, áudio, envio de documentos e coordenadas de GPS, entre outras possibilidades. Trata-se de uma tecnologia fundamental para a defesa das comunidades da floresta.

Tecnopolítica #150 – Elementos Industrias promocionais e plataformas digitais

Nesse episódio do Tecnopolítica, Sergio Amadeu conversou com a professora Gisela G. S. Castro, do programa de mestrado e doutorado em Comunicação da ESPM, São Paulo, sobre as indústrias promocionais e a lógica de plataformas na era digital. A conversa girou em torno do peso que a indústria do marketing atingiu e de sua importância crucial para as práticas atuais do capitalismo baseado em dados. Temas como a espetacularização, a sociedade de controle e a formação das subjetividades também foram tratados para definir os espaços cada vez mais dominados pelas Big Techs. Por fim, foi divulgada uma chamada internacional de artigos da Revista Comunicação, Mídia e Consumo que pode ser encontrado no link http://revistacmc.espm.br/index.php/revistacmc. Episódio imperdível.

Tecnopolítica #149 – Tecnologia digital além do mercado: O caso do MTST

Nesse episódio do Tecnopolítica, Sergio Amadeu conversou com os desenvolvedores Gabriel Simeone, membro da coordenação do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), e, com Daniel Silva, membro do Núcleo de Tecnologia do movimento. O episódio tratou do desenvolvimento de tecnologias pelos movimento sociais muito além dos interesses do mercado. Gabriel e Daniel mostraram como o MTST se inspirou em Paulo Freire para formar desenvolvedores na base do movimento e descreveu como criaram um aplicativo Contrate Quem Luta ( https://contratequemluta.com/ ). Realmente imperdível.

Tecnopolítica #148 – Stalkerware e a violência dos APPs que espionam mulheres

Nesse episódio do Tecnopolítica, Sergio Amadeu conversou com Raquel Marques, presidente da Associação Artemis e doutora em Saúde Coletiva pela USP, sobre as tecnologias que estão disponíveis para a vigilância das mulheres por parceiros. A prática do stalkerware pode passar do desrespeito à privacidade para a violência física. A conversa passou também pela vigilância dos pais sobre os filhos e das dificuldades da democracia para atuar sobre temas complexos.

Tecnopolítica #147 – O aceleracionismo e a crise do capitalismo

Nesse episódio do Tecnopolítica, Sergio Amadeu conversou com Victor Marques, graduado em Ciências Biológicas e doutor em Filosofia, sobre o aceleracionismo, movimento intelectual controverso que propõe a aceleração das tendências tecnológicas do capitalismo como caminho possível de levar o sistema socioeconômico ao colapso abrindo espaço para a sua superação. Imperdível.

Tecnopolítica #146 – Por que os EUA querem eliminar Julian Assange?

Nesse episódio do Tecnopolítica, Sérgio Amadeu conversou com Sofia Schurig e Marina Neto, respectivamente, editora e chefe de reportagem da Revista O Sabiá, sobre a perseguição, prisão e tentativa de eliminação de Julian Assange, fundador do Wikileaks. Assange é vítima de uma das maiores farsas da atualidade. Acusado de um crime que não cometeu foi preso na Inglaterra, conseguiu asilo na embaixada do Equador, foi retirado depois de 10 anos e novamente preso. Segundo o comissariado de direitos humanos da ONU, Assange foi torturado psicologicamente no Reino Unido. Na realidade, Assange é um preso político do império norte-americano. Defender Assange é defender a liberdade de imprensa. Não vamos desistir, jamais.